segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Violência contra mulheres que vestem calças no Malawi. Que Coisa!!!

Cerca de 3 mil manifestantes se reuniram nesta sexta-feira na capital econômica de Malawi, Blantyre, para protestar contra a onda de violência que aconteceu na semana em Lilongüe contra várias mulheres vestidas com calças. Os manifestantes, liderados pela advogada ativista Seodi White, se reuniram dentro de um local, pois queriam evitar confrontos, disse Seodi à imprensa.

Esta semana, vários agressores rodearam uma dezena de mulheres vestidas com calças apertadas e as arrancaram, deixando as vítimas humilhadas e seminuas na rua. O grupo de agressores disse ter agido sob as ordens do presidente do Malauí, Bingu wa Mutharika, que recentemente fez uma crítica à forma de vestir ocidental.

Por seu turno, Mutharika deu uma entrevista colectiva na qual condenou as acções qualificadas por ele como "terroristas" e deu ordem para prender qualquer pessoa que ataque uma mulher por causa de sua forma de vestir. Vários suspeitos foram detidos, mas o incidente abriu passagem para um debate nacional.

Na Constituição de Malawi, tanto mulheres como homens são livres de escolher sua vestimenta, embora até 1994, neste país africano havia uma lei que proibia as mulheres de vestir mini-saias e calças. A vice-presidente de Malawi, Joyce Banda, disse que os malawianos estão frustrados com a situação econômica do país e estão se desquitando.
Que coisa!!!

Gilberto Macuacua